Produção de vinhos no Brasil: conheça 4 fatos importantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre vários hábitos que a colonização europeia trouxe para a nossa cultura, arriscamos dizer que a produção de vinhos é um dos mais apaixonantes.

Mas você sabe como tudo se iniciou? Confira algumas curiosidades:

#1 Brás Cubas foi pioneiro em cultivar vinhas no Brasil

Santos, no estado de São Paulo, foi a primeira cidade a receber videiras de expedições colonizadoras em 1532. Brás Cubas é reconhecido não apenas como fundador da vila litorânea (que depois se tornou cidade), mas também como iniciante no cultivo de vinhas em terras brasileiras.

#2 Um jesuíta trouxe as primeiras videiras para o Rio Grande do Sul

Já na região Sul do nosso país, a prática começou em 1626 graças ao padre jesuíta, Roque Gonzáles, que implementou as variedades europeias em São Nicolau. Afinal, a bebida era necessária para a missas, porém, sua adaptação ao plantio passou por dificuldades iniciais em nosso solo.

#3 A Serra Gaúcha se beneficiou da imigração para a produção de vinhos

A vitivinicultura no Brasil volta a crescer de fato no Brasil apenas em 1742, quando imigrantes da região dos Açores trouxeram cepas portuguesas para Porto Alegre. Além disso, imigrantes da França, Suíça e Itália também foram responsáveis por esse crescimento, consolidando a região gaúcha como a mais importante para essa cultura no Brasil.

#4 Vinhos naturais, orgânicos e biodinâmicos no Brasil: uma volta às raízes

Atualmente, várias vinícolas (especialmente as de menor porte, na região Sul do nosso país), resgataram o processo de fabricação originário da colonização. O que diferencia esse vinhos dos rótulos convencionais? A baixa intervenção, tal qual nas épocas ancestrais, a exemplo do uso de tinajas de barro!

Neste último tópico acima -mas não menos importante-, percebemos o cuidado de usar nenhuma ou uma quantidade controlada de conservantes (como o sulfito) no preparo. Muitas vezes, a bebida não passa pelo processo de filtragem, apresentando sedimentação no fundo ou cor mais turva que o comum.

Tudo isso torna cada garrafa única, por não passar por maquinários, respeitando a filosofia natural de produção. Uma verdadeira paixão que vem de séculos de história, unindo sabor, saúde e sustentabilidade.

Você tem mais de 18 anos?

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.

Open chat